PALAVRAS paroles

 

entrevistas com Jean Rouch

Germaine Dieterlen

Brice Ahounou

 

filmadas por Ricardo Costa no  Musée de l'Homme  (Paris)                              

Maio / Abril 1998

artigo sobre Jean Rouch

le renard pâle (caverna de Songo - Mali) pintura rupestre             foto de Jean Rouch

a raposa branca

 

no

Instituto Franco-Português em Lisboa

em 2 e 3 de Fevereiro de 2009

 

 

HOMENAGEM a JEAN ROUCH

ciclo de filmes           

legendados

 

"Învestigador destacado para o Museu do Homem ? Existe alguma definição mais bela do cineasta ?"
(Jean-Luc Godard, à propos de Jean Rouch, Cahiers du Cinéma n°94-Avril 59)

 

No mês de Fevereiro de 2004, Jean Rouch, cineasta e etnólogo, morre nas estradas do Niger. Deixa uma obra cinematográfica imensa (mais de 129 filmes), obra atípica, intuitiva e inspirada : documentário etnográfico, sociológico, "cinema directo", ficção. O Instituto Franco-Português presta-lhe homenagem, apresentando um ciclo de filmes que permitirá descobrir, ou redescobrir, o trabalho de um homem livre, curioso e profundamente humanista, um "mestre louco".

 

ver programa (2009)

                                                                 


 

 

Jean Rouch pág. oficial (francês)

Jean Rouch  Wikipédia

Germaine Dieterlen  Wikipédia (francês)

 


IMAGENS e infos

os Dogons (inglês)

fotos: Huib Blom

 

 


 

SINOPSE

 

Parte 1 -  A RAPOSA        Le Renard    39'

           

A raposa branca   Le renard pâle

(Jean Rouch com Jean Rouch)

 

As culturas tradicionais africanas e as da Grécia antiga. O mito da raposa na cultura dos dogons. Mitologias e seus parentescos: África, Europa e Médio Oriente. Surrealismo e criatividade.

 

A irmã gémea        La sœur jumelle       

(Jean Rouch com Germaine Dieterlen)

 

A possessão pela máscara ou pelo transe. A raposa ou o homem criador, senhor da desordem. O espírito apoliníaco e o espírito dionisíaco enquanto atitudes opostas na cultura do Ocidente. A universalidade do mito.



Parte 2 -  O CORPO ESTRANHO Le corps étranger    41'

(Jean Rouch, Germaine Dieterlen, Brice Ahounou)


A possessão, prática ritual, fenómeno estudado por Freud e bem conhecido pelo cristianismo. O êxtase e a possessão demoníaca. O transe, técnica do corpo, acto libertador legado pela África ao Brasil e às Américas.

 

O sistema histórico e social engendrado pelo colonialismo e contornado pela África. Laços de sangue e de cultura: a mestiçagem e o legado espiritual da negritude. Música e ritmo: os escravos do Brasil e dos Estados Unidos. Os blues.

 

 

VERSÃO TV :  57'    Maio 200

 

 

http://rcfilms.com.sapo.pt/jeanfrente.jpg

Jean Rouch Germaine Dieterlen

 

 


 

FICHA TÉCNICA

 

Formato :

vídeo digital 16 : 9

 

Produtor e realizador :

Ricardo Costa

 

Imagem :

Mário Cabrita Gil      fotografia

Gabor Szepesi          câmara

 

Som :

Guillaume Sciama

Thomas Gastinel

 

Montagem :

Ricardo Costa

João Brandão

 

COLABORAÇÕES :

 

Musée de l'Homme

Comité du Film Ethnographique

 

 



 

VERSÃO LONGA   1998

 

 

1 - máscara e possessão   masque et possession

Jean Rouch com Jean Rouch

 

As culturas tradicionais africanas. Mitologias e seus parentescos : África, Europa e Médio Oriente. O papel da máscara no teatro das origens.

 


2 - possessão e transe possession et transe

Jean Rouch com Germaine Dieterlen

 

A possessão pela máscara e pelo transe. O mito dogon da raposa branca, o Homem criador. As migrações do Homem e a universalidade do mito.

 


3 - África   Afrique

Brice Ahounou sem Jean Rouch

As populações da costa ocidental africana antes do séc. XV. O papel dos portugueses na expansão colonial. O tráfico de escravos, a difusão das culturas orisha e vodu nas Américas. Simbioses e movimentos de retorno.

 


4 - encontros rencontres

Jean Rouch, Germaine Dieterlen, Brice Ahounou

A possessão, prática ritual, fenóneno estudado por Freud e bem conhecido pelo cristianismo : o êxtase e a possessão demoníaca. O transe, técnica do corpo, prática libertadora legada pela África ao Brasile às Américas.

 


5 - derivas dérives

Jean Rouch, Germaine Dieterlen, Brice Ahounou

O sistema histórico e social engendrado pelo colonialismo e contornado pela África. Laços de sangue e cultura : a mestiçassem e os legados espirituais da negritude. Música e ritmo : São Salvador e Nova Orleães.

 


 

 

 

 

projecções
 

 


 

mail

 

 <